América Retail | Homepage
Friday, June 23, 2017

La primera comunidad del retail en Latinoamérica

Brasil: Lojas Americanas é condenada a indenizar funcionária que virou chacota em e-mail

Brasil: Lojas Americanas é condenada a indenizar funcionária que virou chacota em e-mail

Noviembre 22, 2016

👤Periodista: María Alejandra Lopez 🕔22.Nov 2016

 

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) não aceitou o recurso das Lojas Americanas e decidiu, por unanimidade, manter a indenização a uma funcionária da varejista pela divulgação de e-mail com conteúdo ofensivo a ela. A Primeira Turma ratificou o valor indenizatório, por dano moral, no valor de R$ 3.750.

O caso ocorreu na loja de Erechim (RS), quando uma mensagem eletrônica – inicialmente enviada pela gerente local ao gerente regional para justificar a dispensa da funcionária – foi distribuída a todo o corpo de profissionais da unidade. No texto, a gerente dizia que a loja “não precisa de pessoas assim”, que a supervisora “fazia corpo mole”, estava “desmotivando a equipe” e apresentava atestados sem motivo.

Na reclamação trabalhista, a profissional disse que a gerente a tinha como inimiga, porque as duas concorreram à vaga de gerência. Indicada para o cargo, a colega teria se aproveitado da promoção para “cortar sua cabeça” dias depois da nomeação. Ao pedir indenização por dano moral, a trabalhadora disse que virou alvo de chacotas e teve sua honra atingida.

Leia TambémProcon-SP fiscalizará lojas físicas e virtuais durante a Black Friday

Na defesa, a Lojas Americanas alegou que a atual gerente somente assumiu o cargo depois da demissão da supervisora, e que ela teria aberto o processo por estar inconformada com o fato de não ter sido promovida. A versão da empresa foi desmentida por testemunhas, que confirmaram que a promoção ocorreu uma semana antes da demissão.

O valor indenizatório de R$ 3.750 foi definido ainda no juízo inicial, sendo mantido também no âmbito regional. No recurso ao TST, a empresa alegou que “apenas especulações” não seriam suficientes para configurar o dano moral. No entanto, o relator, desembargador convocado Marcelo Lamego Pertence, não aceitou o argumento e impossibilitou o recurso de revista.

iG entrou em contato com a Lojas Americanas, mas nenhum posicionamento foi enviado pela empresa até o momento desta publicação.

Fonte: Brasil Economico

 

Articulos relacionados

Brasil: Carne fresca brasileira está proibida nos Estados Unidos

Brasil: Carne fresca brasileira está proibida nos Estados Unidos

Junio 23, 2017

  Todas as importações de carne fresca do Brasil foram suspensas nos Estados Unidos. Essa foi

Brasil: Golpe usa o nome do Uber e atrai consumidor com desconto de R$ 100

Brasil: Golpe usa o nome do Uber e atrai consumidor com desconto de R$ 100

Junio 22, 2017

  A crise econômica faz com que o consumidor procure formas de economizar e uma delas

Brasil: Feira de franquias da ABF começa nesta quarta-feira
Junio 21, 2017

  A 26ª ABF Franchising Expo, maior evento voltado para franquias em toda a América Latina, terá

Brasil: Burguer King dará coroa de presente a consumidor durante a Parada Gay

Brasil: Burguer King dará coroa de presente a consumidor durante a Parada Gay

Junio 20, 2017

  Em mais uma ação de marketing que ressalta a importância da igualdade e respeito de

Brasil: Lojas Renner tocando los talones de Macy’s

Brasil: Lojas Renner tocando los talones de Macy’s

Junio 19, 2017

  Sin hacer alarde, la brasileña Lojas Renner ya es casi del tamaño de Macy’s, una

Últimas Noticias

Newsletter

SECTIONS

América Retail