América Retail | Homepage
Monday, July 24, 2017

La Primera Comunidad del Retail y Consumo Masivo en Latino América

Brasil: Coca-Cola e Pepsi pagam milhões para esconder seu vínculo com a obesidade

Brasil: Coca-Cola e Pepsi pagam milhões para esconder seu vínculo com a obesidade

Octubre 11, 2016

👤Periodista: Ruth Márques 🕔11.Oct 2016

A indústria do açúcar e os maiores produtores de refrigerantes se encontram numa situação semelhante à das fábricas de cigarro algumas décadas atrás. O mundo sofre uma epidemia de obesidade, e o consumo de bebidas açucaradas é um dos culpados comprovados. Cada lata de refrigerante convencional contém 40 gramas de açúcar, bem mais do que os 25 gramas diários considerados como limite ideal pela Organização Mundial de Saúde. Frente ao crescente consumo desses produtos, alguns países ampliaram sua carga tributária, e outros cogitam incluir mensagens de alerta como as que já aparecem nas embalagens de cigarros.

A indústria respondeu com um orçamento milionário para lavar sua imagem, embora o alcance dessas práticas seja ainda muito menos explorado que no caso do tabaco.

Um novo estudo publicado nesta segunda-feira detalha que dois dos principais fabricantes mundiais de bebidas açucaradas, a Coca-Cola e aPepsiCo, financiaram 96 organizações dos EUA que têm um importante papel na promoção de hábitos saudáveis e na luta contra a obesidade e o diabetes, doenças potencializadas pelo alto consumo de açúcares. O objetivo era limitar as críticas científicas aos refrigerantes e reduzir o apoio a medidas que limitassem seu consumo, afirma o estudo.

Entre os principais beneficiários dos recursos de “patrocínio” estão a Associação do Diabetes dos EUA, a Fundação de Pesquisas do Diabetes Juvenil e a Sociedade Americana do Câncer. Também aparece a AMA, maior associação de médicos do país, a Cruz Vermelha e o Centro de Controle de Doenças, principal órgão governamental encarregado da proteção à saúde e da promoção de hábitos saudáveis. Entre as universidades beneficiadas aparecem a de Washington, a da Geórgia e a prestigiosa Harvard, de Massachusetts.

Fuente: http://brasil.elpais.com/brasil/2016/10/07/ciencia/1475858935_672186.html

Articulos relacionados

Brasil: Supermercados têm a menor inflação desde 2009

Brasil: Supermercados têm a menor inflação desde 2009

Julio 24, 2017

  No mês de junho, o Índice de Preços dos Supermercados (IPS), calculado pela APAS/FIPE, apresentou queda de

Brasil: Twitter permite venda de cerveja em sua plataforma

Brasil: Twitter permite venda de cerveja em sua plataforma

Julio 21, 2017

  Nada mais cômodo do que pedir para entregar cerveja em casa, não é mesmo? E

Brasil: Livraria Cultura anuncia a aquisição da Fnac

Brasil: Livraria Cultura anuncia a aquisição da Fnac

Julio 20, 2017

  A Livraria Cultura comunicou ao mercado nesta quarta-feira (19) a aquisição da Fnac Darty no

Brasil: Carrefour fija en 15 reales por acción su precio de salida a bolsa en Brasil

Brasil: Carrefour fija en 15 reales por acción su precio de salida a bolsa en Brasil

Julio 19, 2017

  El gigante francés de la distribución Carrefour fijó este miércoles en 15 reales (unos 4.7

Brasil: ¿Cómo se explica la popularidad de las Havaianas?

Brasil: ¿Cómo se explica la popularidad de las Havaianas?

Julio 19, 2017

  Cada día se venden más de medio millón de Havaianas y, cada año, unos 200

Últimas Noticias

SECTIONS

América Retail